ESTE BLOG É EDITADO PELA PROFESSORA: MARIA JANETE ACCORDI

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

De repente...

De repente,
num instante fugaz,
os fogos de artifício anunciam
que o ano novo está presente
e o ano velho ficou para trás.

De repente,
num instante fugaz,
as taças de champagne se cruzam
e o vinho francês borbulhante anuncia
que o ano velho se foi e ano novo chegou.

De repente,
os olhos se cruzam,
as mãos se entrelaçam
e os seres humanos,
num abraço caloroso,
num só pensamento,
exprimem um só desejo e uma só aspiração:
PAZ E AMOR.

De repente,
não importa a nação,
não importa a língua,
não importa a cor,
não importa a origem,
porque todos são humanos
e descendentes de um só Pai,
os homens lembram-se apenas de um só verbo:
AMAR.

De repente,
sem mágoa,
sem rancor,
sem ódio,
os homens cantam uma só canção,
um só hino,
o hino da liberdade.

De repente,
os homens esquecem o passado,
lembram-se do futuro venturoso,
de como é bom viver.


Feliz Ano Novo!
(autor desconhecido)

sábado, 24 de dezembro de 2011

A HISTÓRIA DO NATAL E SEUS SÍMBOLOS

Origem do Natal e o significado da comemoração:
O Natal é uma data em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo.
Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV, que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração.
Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.
As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Nazaré e entregarem os presentes ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam desmontar as árvores e outras decorações natalinas em até 12 dias após o Natal.
Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano 1 da nossa História.

A Árvore de Natal e o Presépio:
Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes. Em conjunto com as decorações natalinas, as árvores proporcionam um clima especial neste período.
Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero.
Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa.
Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.
Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram moram na América durante o período colonial.
No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois além de decorar, representam um símbolo de alegria, paz e esperança. O presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino.
Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII.

O Papai Noel - origem e tradição:
Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C.
O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas. Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.
A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo.
Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.
Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom. Porém, em 1881, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o bom velhinho com uma roupa, também de inverno, nas cores vermelha e branca (as cores do refrigerante) e com um garro vermelho com pompom branco. A campanha publicitária fez um grande sucesso e a nova imagem do Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo. 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

MÚSICA: ENTÃO É NATAL

FIM DE ANO

Estamos chegando ao fim de mais um ano letivo. Para descontrair aqui vai uma paródia:
 PARÓDIA (música-ENTÃO É NATAL)
        I
Estamos aqui
Cantando outra vez
Pra todos ouvirem
O que vamos dizer.
        II
Passou mais um ano
E vamos colher
O que nós só plantamos
De errado outra vez.
        III
E os professores
Só querem ajudar
Aqueles alunos
Que no provão vão ficar.
       IV
Então o resultado
Da média final
Deixou quem passou
Feliz no natal.
      V
Já são as férias
Pro pessoal que passou
E aqueles que ficam
Nada disso gostou.
       VI
Chegou o natal
Todos felizes estão.
Aguardando o ano novo
Pra uma nova emoção.
      VII
MARCOS ROVARIS, FUNCIONÁRIOS, ESTUDANTES.
MARCOS ROVARIS, FUNCIONÁRIOS, ESTUDANTES.

FELIZ NATAL E UM MARAVILHOSO 2012 A TODOS 

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

UM PEDAÇO DE CRICIÚMA

Conheça um pouquinho de Criciúma, localizada no sul do Estado de Santa Catarina/Brasil.
Vista de cima.
Clik nesta URL abaixo, deixe carregar, depois assista.
http://www.youtube.com/watch?v=v1f0DCiBKm8

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

CRUZ E SOUSA - POETA CATARINENSE

           150 ANOS
cruzesousa260.jpg

24/11/1861 - Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis (SC)
19/0 3/1898, Sítio (MG)

João da Cruz e Sousa era Filho de Guilherme da Cruz, mestre pedreiro, e Carolina Eva da Conceição, lavadeira, ambos negros e escravos, alforriados por seu senhor, o coronel Guilherme Xavier de Sousa. Do coronel, o menino João recebeu o último sobrenome e a proteção, tendo vivido em sua casa como filho de criação.

Estudou no Ateneu Provincial Catarinense, de 1871 a 1875, onde aprendeu francês, inglês, latim, grego, matemática e ciências naturais. Aos oito anos, já recitava versos seus, em homenagem a seu protetor.

Em 1881, fundou com Virgílio Várzea e Santos Lostada, o jornal Colombo, no qual proclamavam adesão à Escola Nova (o Parnasianismo). Nesse mesmo ano, viajou pelo Brasil na Companhia Dramática Julieta dos Santos, na função de ponto. Também realizou conferências abolicionistas em várias capitais.

Em 1884, foi nomeado pelo presidente da província de Santa Catarina, Dr. Francisco Luís da Gama Rosa, Promotor de Laguna, função que não pode assumir, pois a nomeação fora impugnada pelos políticos locais. Publicou "Tropos e Fantasias", em colaboração com Virgílio Várzea.

Partiu para o Rio de Janeiro, em 1888, onde só ficou por oito meses, por não conseguir um trabalho que o sustentasse, mas conheceu Nestor Vítor, que seria seu grande amigo e divulgador de sua obra.

Dois anos mais tarde, voltou para o Rio de Janeiro e passou a colaborar com as revistas "Ilustrada" e "Novidades". No ano seguinte começou a publicar nos jornais: "Folha Popular" e "O Tempo", manifestos simbolistas. Fez parte do grupo "Novos", denominação dos "decadentes" ou simbolistas.

Publicou, em 1893, "Missal" (poemas em prosa) e "Broqueis" (poemas). Com essas obras, consagrou-se como o fundador do Simbolismo brasileiro, por combinar o parnasianismo, o pessimismo, o materialismo à musicalidade simbolista, sob as influências de Baudelaire e Antero de Quental, de quem foi grande leitor.

Uma de suas obsessões era cor branca, como mostra a passagem a seguir.

"Ó Formas alvas, brancas, Formas claras
de luares, de neves, de neblinas!...
Ó Formas vagas, fluidas, cristalinas...
Incenso dos turíbulos das aras..."


É considerado neo-romântico simbolista pois valoriza os impulsos pessoais e sua condição de indivíduo sofredor como fonte de inspiração poética. Suas poesias sempre oferecem dificuldade de leitura. Trata-se de um poeta expressivo, apelidado de “Cisne Negro” ou “Dante Negro".

“Alma! Que tu não chores e não gemas
Teu amor voltou agora.
Ei-lo que chega das mansões extremas,
Lá onde a loucura mora!”

Casou-se, neste mesmo ano, com Gavita Rosa Gonçalves, com quem teve quatro filhos. Foi nomeado praticante e, posteriormente, arquivista da Central do Brasil. Em 1894, foi diagnosticada a tuberculose que o levou para Sítio (MG), na esperança de uma melhora que não aconteceu. Postumamente, foram lançados seus livros "Evocações" (1898), "Faróis" (1900) e "Últimos Sonetos" (1905), em edições organizadas por Nestor Vítor.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

PROFESSOR


Professor não é indigente
mas semente de esperança
que nunca se cansa
da longa jornada 
ensinando a todos
que com persistência
trabalho e dedicação
não é difícil mudar o quadro
em que se encontra
a Educação.
Professor não é indigente
mas um super herói
cumpridor de seu dever
e de sua obrigação
driblando a tristeza,
fazendo da alegria
e do seu conhecimento
lindos poemas, 
em forma de canção.
Professor não é indigente
mas um artista
porque faz malabarismo
com seu salário de fome,
tentando erradicar o
analfabetismo.
Professor não é indigente
mas um dos pilares da nação
senhores governantes
valorizem os mestres
dando-lhes um pouco de alegria
antes que essa categoria
trilhe o caminho da
extinção.


de Luiz Carlos Beça
Magda - SP - por correio eletrônico

VOCÊ SABE COMO SURGIU O DIA DO PROFESSOR?

O Dia do Professor é comemorado no dia 15 de outubro. Mas poucos sabem como e quando surgiu este costume no Brasil.

No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil.

Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados.

A ideia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.

Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia dedicado ao Professor.
Começou em São Paulo, em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como “Caetaninho”.

O longo período letivo do segundo semestre ia de 01 de junho a 15 de dezembro, com apenas 10 dias de férias em todo este período.
Quatro professores tiveram a ideia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa – e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano.

O professor Salomão Becker sugeriu que o encontro se desse no dia de 15 de outubro, data em que, na sua cidade natal, professores e alunos traziam doces de casa para uma pequena confraternização. Com os professores Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, a ideia estava lançada, para depois crescer e implantar-se por todo o Brasil.

A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pela cidade e pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 14 de outubro de 1963.
O Decreto definia a essência e razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias".
Fontes:

Dia do Professor em outros países:


Estados Unidos: National Teacher Day - na terça-feira da primeira semana
mpleta de Maio.
World Teachers’ Day - UNESCO e diversos países - 5 de Outubro
Tailândia - 16 de Janeiro
Índia - 5 de Setembro
China - 10 de Setembro
México - 15 de Maio
Taiwan - 28 de Setembro
Argentina - 11 de Setembro
Chile - 16 de Outubro
Uruguai - 22 de setembro
Paraguai - 30 de Abril

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

DIA DA CRIANÇA E DIA DA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA

Dia da Criança 12 de outubro
No dia 12 de outubro comemora-se o dia da Criança. Segundo dizem, o dia 12 de outubro - data em que a América foi descoberta - era feriado. Para que as crianças pudessem passear e se divertir, transferiu-se o Dia da Criança, que era comemorado no dia 2 de outubro, para o dia 12. Muitos divertimentos eram oferecidos às crianças, inclusive cinemas. Mas depois o Dia do Descobrimento da América deixou de ser feriado.
As crianças devem ser assistidas com o maior zelo, principalmente quanto à sua alimentação e formação da personalidade.

Declaração dos Direitos da Criança

1º Princípio – Todas as crianças são credoras destes direitos, sem distinção de raça, cor, sexo, língua, religião, condição social ou nacionalidade, quer sua ou de sua família.

2º Princípio – A criança tem o direito de ser compreendida e protegida, e devem ter oportunidades para seu desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, de forma sadia e normal e em condições de liberdade e dignidade. As leis devem levar em conta os melhores interesses da criança.

3º Princípio – Toda criança tem direito a um nome e a uma nacionalidade.

4º Princípio – A criança tem direito a crescer e criar-se com saúde, alimentação, habitação, recreação e assistência médica adequadas, e à mãe devem ser proporcionados cuidados e proteção especiais, incluindo cuidados médicos antes e depois do parto.

5º Princípio - A criança incapacitada física ou mentalmente tem direito à educação e cuidados especiais.

6º Princípio – A criança tem direito ao amor e à compreensão, e deve crescer, sempre que possível, sob a proteção dos pais, num ambiente de afeto e de segurança moral e material para desenvolver a sua personalidade. A sociedade e as autoridades públicas devem propiciar cuidados especiais às crianças sem família e àquelas que carecem de meios adequados de subsistência. É desejável a prestação de ajuda oficial e de outra natureza em prol da manutenção dos filhos de famílias numerosas.

7º Princípio – A criança tem direito à educação, para desenvolver as suas aptidões, sua capacidade para emitir juízo, seus sentimentos, e seu senso de responsabilidade moral e social. Os melhores interesses da criança serão a diretriz a nortear os responsáveis pela sua educação e orientação; esta responsabilidade cabe, em primeiro lugar, aos pais. A criança terá ampla oportunidade para brincar e divertir-se, visando os propósitos mesmos da sua educação; a sociedade e as autoridades públicas empenhar-se-ão em promover o gozo deste direito.

8º Princípio - A criança, em quaisquer circunstâncias, deve estar entre os primeiros a receber proteção e socorro.

9º Princípio – A criança gozará proteção contra quaisquer formas de negligência, abandono, crueldade e exploração. Não deve trabalhar quando isto atrapalhar a sua educação, o seu desenvolvimento e a sua saúde mental ou moral.

10 º Princípio – A criança deve ser criada num ambiente de compreensão, de tolerância, de amizade entre os povos, de paz e de fraternidade universal e em plena consciência que seu esforço e aptidão devem ser postos a serviço de seus semelhantes.

12 de outubro - Nossa Senhora da Conceição Aparecida

O dia 12 de outubro foi escolhido para homenagear a padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Segundo a história, dois pescadores encontraram em suas redes a imagem de uma santa, e após o ocorrido, os peixes se tornaram abundantes, atribuindo-se a esse e outros inúmeros milagres a sua intercessão, constatados a partir dessa data.

Tradicionalmente, o brasileiro tem uma devoção especial com a sua padroeira. Fiéis peregrinos de todo o país se deslocam para o templo que preserva a imagem original, reverenciada desde sua coroação em 1904, e declarada como padroeira pelo Papa Pio XI em 1930.

Inúmeros graças lhe são atribuídos, demonstrando um poder esplêndido de cura, quando a fé está presente naqueles que nela buscam auxílio. Independente de quaisquer dogmas religiosos, a devoção do fiel evidencia uma necessidade constante de buscar o apoio necessário para suportar as dificuldades impostas pela vida.
Assim acontece quando elegemos uma entidade considerada sagrada para servir como elo de contato com Deus, uma conexão evidente e essencial entre o penitente e o divino.

Esse dia também contempla uma data importante: comemora-se no País o Dia das Crianças, uma homenagem à inocência pueril, representada pela natureza despojada e alegre dos pequenos. Aqueles seres puros, desprovidos de maldades e discriminação, que carregam consigo a essência de uma postura sem ressentimentos, somente destoando da sua ingenuidade quando contaminadas com as mazelas e a malícia dos adultos.

Os nossos pequeninos estão expostos a esse universo fictício de fantasias, na maioria das vezes supérfluas, relegando aos presentes materiais o verdadeiro sentido do dia dedicado aos inocentes. Uma infinidade de produtos, entre roupas, calçados, brinquedos eletrônicos e outros tentam abreviar uma fase essencial na vida das crianças, convertendo-as precocemente em adultos mirins, revestindo-as de uma responsabilidade que ainda não alcançaram.

"Deixai vir a mim as criancinhas, porque delas é o Reino de Deus", disse Jesus (Lucas 18, 15-17). Assim também devemos proceder, em nossos dias.

Deixemos que a sabedoria e a espontaneidade infantil nos invadam a alma, tratando nossos semelhantes com igualdade e civilidade. Nesses tempos de violência gratuita e desacertos de toda ordem, busquemos no sorriso puro de uma criança a inspiração para uma convivência pacífica e harmoniosa.
Seja no trânsito, nas relações do trabalho, no cotidiano do ambiente familiar, procuremos ver a criança que habita em nosso semelhante. Que a nossa mãe protetora Nossa Senhora Aparecida estenda sua abençoada mão, e conduza nosso destino voltado para o bom senso e a retidão.

Que nesse dia 12 de Outubro, possamos homenagear nossas crianças e nossa padroeira, renovando as esperanças por um país mais justo e fraterno.
Então, viva as crianças do Brasil. Viva Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

José Luiz Boromelo
Policial rodoviário da reserva, em Marialva (PR)

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Jogos Escolares de Santa Catarina Movimenta Alunos de Escolas particulares e públicas de Criciúma

Aconteceu no dia 14 de setembro de 2011, na pista de atletismo da UNESC a etapa municipal do JESC, que Reuniu 9 escolas.

Modalidade: ATLETISMO
* Nossa Escola obteve um bom resultado conquistando o 2º Lugar Geral de Pontos, nos Naipes Masculino e Feminino*. ( Acompanhada pelo Professor de Educação Física : Sadi Clemente)

MEDALHAS:
OURO
  • Luana Cardoso Monteiro (201) - Lançamento de Disco .
  • Lael Dias Gomes (201) - 3000 mts Rasos.
  • Marykelly Michanoski (105) - 100 mts c/ Barreiras e Lançamento de Dardo .
  • Maiane Carvalho de Maia (82) 100 mts Rasos
PRATA
  • Cristiane Jovino Martins (82) - 200 mts Rasos .
  • Douglas Morais da Silva (81) - Lançamento de Disco.
  • Lael Dias Gomes (201) - 200 mts Rasos .
  • Luana Cardoso Monteiro (201) - Arremeço de Peso.
  • Pablo Gomes Rodrigues (61) - 800 mts Rasos .
BRONZE
  • Douglas Morais da Silva (81) - Lançamento de Disco.
  • Douglas de Oliveira Rosalino (82)- Salto em Altura.
ATLETAS CLASSIFICADOS PARA 2ª ETAPA DO JESC, QUE ACONTECERÁ NO MUNICÍPIO DE TURVO - SC
  • Lael Dias Gomes (201)
  • Luana Cardoso Monteiro (201)
  • Marykelly Michanoski (105)
  • Maiane Carvalho de Maia (82)
Parabéns aos nossos alunos que representaram muito bem nossa escola.

domingo, 11 de setembro de 2011

Conselhos de uma DELEGADA

Mande para as mulheres para que se cuidem e para os homens, para que repassem as suas mulheres, namoradas, irmãs, amigas, etc...

Atenção nunca é demais! Devemos estar sempre atentas!

A mulher que elaborou o conteúdo deste e-mail é Diretora de uma Empresa de Segurança no RJ e foi aconselhada por uma delegada após registrar um Boletim de Ocorrência.

 1. Sequestro Relâmpago: Se um dia você for jogada dentro do porta-malas de um carro.

ENGULA O PÂNICO E RESPIRE FUNDO, CALMA E FRIEZA:

1) Chute os faróis traseiros até que eles saiam para fora, estique seu braço pelos buracos.

2) GESTICULE feito doida. O motorista não verá você, mas todo mundo verá. Isto já salvou muitas vidas.

2. Os três motivos pelos quais as mulheres são alvos fáceis para atos de violência são:

1) Falta de atenção: Você tem que estar consciente de onde você está e do que está acontecendo em volta de você.

2) Linguagem do corpo: Mantenha sua cabeça erguida, e permaneça em posição ereta, jamais tenha uma postura "frágil".

3) Lugar errado, hora errada: NÃO ande sozinha em ruas estreitas, nem dirija em bairros mal-afamados à noite.

3. NUNCA  FAÇA ISSO. As mulheres têm a tendência de entrar em seus carros depois de fazerem compras, refeições, e sentarem-se no carro (fazendo anotações em seus talões de cheques, ou escrevendo em alguma lista, ou ainda conferindo o ticket de compra).

1) O bandido SEMPRE estará observando você: Essa é a oportunidade perfeita para ele entrar pelo lado do passageiro, colocar uma arma na sua cabeça, e dizer a você onde ir.

2) No momento em que você entrar em seu carro:trave as portas e vá embora, não fique ajeitando o cabelo, ou passando batom...

4. Algumas dicas acerca de entrar em seu carro num estacionamento ou numa garagem de estacionamento:

1) Esteja consciente: olhe ao redor, olhe dentro de seu carro, olhe no chão dianteiro e traseiro de seu carro, olhe no chão do lado do passageiro, e no banco de trás.

2)Se ao lado da porta do motorista do seu carro, estiver estacionada uma Van Grande: entre em seu carro pela porta do passageiro.

IMPORTANTE: A maioria dos assassinos que matam em sequencia atacam suas vítimas empurrando-as ou puxando-as para dentro de suas Vans, na hora em que as mulheres estão tentando entrar em seus carros.

5. NUNCA deixe para procurar as chaves do seu carro, quando estiver parada em frente a porta dele.

1) Dirija-se ao veículo com a chave em punho, pronta para abrir a porta e dar  a partida. Observe os carros ao lado do seu.

2) Se uma pessoa do sexo masculino estiver sentado sozinho no assento do carona do carro dele que FICA mais próximo do seu carro, você fará bem  em voltar para o shopping, ou para o local de trabalho, e pedir a um segurança ou policial para acompanhar você até seu carro.

6. É SEMPRE MELHOR ESTAR A SALVO DO QUE ESTAR ARREPENDIDO, não tenha vergonha de pedir ajuda.

Use SEMPRE o elevador ao invés das escadas. (Escadarias são lugares horríveis para se estar só, são lugares perfeitos para um crime).

7. PARE COM ISSO!  As mulheres, estão sempre procurando ser prestativas. Não use o celular a toa.

1) Essa característica poderá resultar em que você seja assassinada!

Um assassino sequencial, homem de boa aparência, com boa formação acadêmica, declarou em seu depoimento que SEMPRE explorava a simpatia e o espírito condescendente das mulheres. Ele andava com uma bengala ou mancava, e consequentemente pedia 'ajuda', para entrar ou sair de seu carro, e era nesse momento que ele raptava sua próxima vítima.

2) Durante o dia, ande de óculos escuros: O agressor nunca saberá para onde você esta olhando.

3) Celular: só em lugar seguro.

Gostaria que você encaminhasse este e-mail a todas as pessoas que você conhece.

domingo, 28 de agosto de 2011

LIVROS EM PDF

Leitores, estudantes, aproveitem essa oportunidade criada pelo Governo Federal
Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre.
Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:

· Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ;

· Escutar músicas em MP3 de alta qualidade;

· Ler obras de Machado de Assis ou a Divina Comédia;

· Ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA

· e muito mais....

Esse lugar existe!

O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site:

Só de literatura portuguesa são 732 obras!

Reformas e Aquisições

Balanço 1° Semestre 2011

• Espelho no banheiro das meninas;

• Vidros das janelas nas sala de aulas;

• Vidro na secretária;

• Vidro na mesa da recepção;

• Reconstrução do muro;

• Assoalho do ginásio;

• Fechaduras das salas de aula;

• Grade TV no auditório;

• Reforma do sofá na recepção;

• Pintura do muro;

• Pintura sala de aula;

• Computador na sala das ATPs;

• 20 lâmpadas com reator;

2° Semestre 2011

• 3 latas de tinta;

• Madeiras para 2 quadros brancos;

• Reforma dos banheiro meninos / meninas;

• Reforma da cozinha;

• Fontes de computadores nas sala de informática;

• Reforço de matemática;

• Reparo na rampa de entrada;

• Instação da TV no auditório;

• Colocação da TV antiga com DVD no Laboratório de Ciências;

Metas para o 2° Semestre 2011

• Construção dos Armários para os Professores;

• Quadros brancos;

• Programa Urânia (Horário Professores).

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

REFORMA ORTOGRÁFICA:

Minivocabulário

Palavras e expressões mais usadas com ou sem hífen, atualizadas conforme o Acordo Ortográfico.


A
a fim de
à queima-roupa
à toa 1
à vontade
abaixo-assinado
ab-rupto 2
acerca de
aeroespacial
afro-americano
afro-asiático
afro-brasileiro
afrodescendente
afro-luso-brasileiro
agroindustrial
água-de-colônia
além-Brasil
além-fronteiras
além-mar
amor-perfeito
andorinha-do-mar
anel de Saturno
anglomania
anglo-saxão
ano-luz
antessala
antiaderente
antiaéreo
antieconômico
anti-hemorrágico
anti-herói
anti-higiênico
anti-ibérico
anti-imperialista
anti-infeccioso
anti-inflacionário
anti-inflamatório
antirreligioso
antissemita
antissocial
ao deus-dará
arco e flecha
arco-da-velha
arco-íris
arqui-inimigo
autoadesivo
autoafirmação
autoajuda
autoaprendizagem
autoeducação
autoescola
autoestima
autoestrada
auto-hipnose
auto-observação
auto-ônibus
auto-organização
autorregulamentação
ave-maria
azul-escuro
B
Baía de Todos-os-Santos
belo-horizontino
bem-aventurado
bem-criado
bem-dito
bem-dizer
bem-estar
bem-falante
bem-humorado
bem-me-quer
bem-nascido
bem-te-vi
bem-vestido
bem-vindo
bem-visto
bendito (= abençoado)
benfazejo
benfeito
benfeitor
benfeitoria
benquerença
benquerer
benquisto
bico-de-papagaio (planta)
bio-histórico
biorritmo
biossocial
blá-blá-blá
boa-fé
bumba meu boi
C
café com leite
calcanhar de aquiles
cão de guarda
carboidrato 3
causa-mortis (a...)
centroafricano 4
centro-africano 5
circum-murado
circum-navegação
coabitação
coautor
cobra-d'água
coco-da-baía
coedição
coeducação
coenzima
coerdar
coerdeiro
coexistente
coexistir
cofator
coirmão
comum de dois
conta-gotas
contra-almirante
contra-ataque
contracheque
contraexemplo
contraindicação
contraindicado
contraofensiva
contraoferta
contraordem
contrarregra
contrassenha
contrassenso
coobrigação
coocupante
coocupar
cooptar
cor de café
cor de café com leite
cor de vinho
cor-de-rosa
couve-flor
criado-mudo
D
decreto-lei
dente-de-leão
depois de amanhã
desumano
deus nos acuda (um...)
dia a dia 6
disse me disse (um...)
doença de Chagas

E
em cima
embaixo
entre-eixo
euro-asiático
eurocêntrico
ex-almirante
ex-diretor
ex-presidente
ex-primeiro-ministro
ex-secretária
extra-alcance
extraclasse
extraescolar
extrafino
extraoficial
extrarregular
extrassolar
extrauterino

F
faz de contas (um ...)
feijão-verde
fim de século
fim de semana
folha de flandres
francofone
G
general de divisão
geo-história
giga-hertz
girassol
grã-fina
grão-duque
grão-mestre
Grão-Pará
guarda-chuva
guarda-noturno
Guiné-Bissau

H
habeas-corpus (o...)
hidroelétrico
hidrelétrico
hidrossolúvel
hidroterapia
hipermercado
hiper-raquítico
hiper-realista
hiper-requintado
I
inábil
indo-chinês 7
indochinês 8
indo-europeu
infra-assinado
infra-axilar
infraestrutura
infrassom
inter-hemisférico
inter-racial
inter-regional
inter-relacionado
intramuscular
intraocular
intraoral
intrauterino
inumano

J
joão-de-barro
joão-ninguém

L
latino-americano
lenga-lenga
luso-brasileiro
lusofobia
lusofonia

M
macroestrutura
macrorregião
madressilva
mãe-d'água
má-fé
mais-que-perfeito
mal de Alzheimer
mal-acabado
mal-afortunado
malcriado
malditoso
mal-entendido
mal-estar
malgrado
mal-humorado
mal-informado
má-língua
mal-limpo
malmequer
malnascido
malpassado
malpesado
malquerer
malquisto
malsoante
malvisto
mandachuva
manda-lua
manda-tudo
maria vai com as outras
médico-cirurgião
mesa-redonda
mestre-d'armas
microcirurgia
microempresa
microestrutura
micro-ondas
micro-organismo
microssistema
minicurrículo
minissaia
minissérie
multissegmentado

N
não agressão
não fumante
não me toques 9
não violência
não-me-toques 10
neoafricano
neoexpressionista
neoimperialista
neo-ortodoxo
norte-americano

O
olho-d'água
P
pan-africano
pan-americano
pan-hispânico
para-brisa
para-choque
para-lama
paraquedas
paraquedismo
paraquedista
para-raios
pé-de-meia
pingue-pongue
plurianual
poli-hidratação
pontapé
ponto e vírgula
por baixo de
por isso
porta-aviões
porta-retrato
porto-alegrense
pós-graduação
pospor
pós-tônico
predeterminado
preenchido
pré-escolar
preexistente
preexistir
pré-história
pré-natal
pré-nupcial
pré-requisito
pressupor
primeiro-ministro
primeiro-sargento
pró-ativo
proeminente
propor
pró-reitor
pseudo-organização
pseudossigla
Q
quem quer que seja
R
reabilitar
reabituar
reaver
recém-casado
recém-eleito
recém-nascido
reco-reco
reedição
reeleição
reescrita
reidratar
retroalimentação
reumanizar
S
sala de jantar
segunda-feira
sem-cerimônia
semiaberto
semianalfabeto
semiárido
semicírculo
semi-interno
semiobscuridade
semirrígido
semisselvagem
sem-número
sem-vergonha
sobreaquecer
sobre-elevação
sobre-estimar
sobre-exceder
sobre-humano
sobrepor
social-democracia
social-democrata
sociocultural
socioeconômico
subalimentação
subalugar
subaquático
subarrendar
sub-brigadeiro
subemprego
subestimar
subdiretor
subumano (ou sub-humano)
subfaturar
sub-reitor
sub-rogar
sul-africano
superestrutura
super-homem
super-racional
super-resistente
super-revista
supraocular
suprarrenal
suprassumo
T
tenente-coronel
tico-tico
tio-avô
tique-taque
tomara que caia
U
ultraelevado
ultrarromântico
ultrassecreto
ultrassensível
ultrassom
ultrassonografia
V
vaga-lume
vassoura-de-bruxa
verbo-nominal
vice-almirante
vice-presidente
vice-rei
vira-casaca
X
xique-xique 11
xiquexique 12
Z
zás-trás
zé-povinho
zigue-zague
zum-zum
1 como adjetivo ou como advérbio.
2 preferível esta forma a "abrupto", também correta.
3 a forma carbo-hidrato também está correta.
4 refere-se à República Centroafricana.
5 refere-se à região central da África.
6 como substantivo ou como advérbio.
7 quando significar Índia + China; indianos + chineses.
8 referente à Indochina.
9 significando "facilidade de magoar-se".
10 planta.
11 chocalho.
12 planta.
Este quadro está apoiado nas obras:
BECHARA, Evanildo. O que muda com o Novo Acordo Ortográfico. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2008.
INSTITUTO ANTÔNIO HOUAISS. Escrevendo pela Nova Ortografia. Rio de Janeiro/São Paulo, Houaiss/Publifolha, 2008.
GOMES, Francisco Álvaro. O Acordo Ortográfico. Porto, Porto Editora, 2008.

Definidas datas do calendário escolar





"Por Benhur Antônio Cruz de Lima   
Qua, 17 de Agosto de 2011 15:55
17082011pqDurante os dois dias do encontro que reuniu secretários Regionais e gerentes de Educação, em Lages, foram apresentadas as datas que devem ser respeitadas para cumprimento de reposição de aulas da rede estadual de ensino. Além da divulgação, foi dada a orientação aos gerentes para fixarem o calendário em local visível nas escolas.
Na tarde de ontem (16), a diretora de Educação Básica e Profissional, Gilda Mara, aproveitou para esclarecer dúvidas sobre a reposição das aulas, recuperação e provas finais. "O prejuízo escolar se deve aos 62 dias de greve dos professores. Por isso é que estamos trabalhando para garantir os direitos dos estudantes", disse a diretora.
Outro tema discutido durante o evento foi o papel das Gerências Regionais de Educação e a importância que terão na discussão do Plano Estadual de Educação e nos sistemas de avaliação e supervisão da gestão escolar. "As gerências terão papel fundamental no sistema de avaliação e no planejamento regional", destacou o secretário-adjunto Eduardo Deschamps.

Confira o novo calendário:
Término 2º bimestre - 15 de agosto
Término 3º bimestre - 14 outubro
Término 4º bimestre - 23de dezembro
Recuperação - Penúltima semana de aula
Provas finais - Última semana de aula
As formaturas serão realizadas após conselho de classe dos 3ºs anos".

terça-feira, 9 de agosto de 2011

AULA VIRTUAL

 Você aluno interessado em aprender um pouco mais, DÊ UM CLIQUE EM AULA VIRTUAL, site da Secretaria de Educação de SC.
Precida da matrícula que se encontra ao lado de seu nome no Boletim Escolar ou no Diário de Classe do Professor. 
Peça a ele. Bons estudos.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

FÉRIAS NO MUSEU


Na semana, de 26 a 28 de julho, período de recesso escolar, a Unidade de Zoologia “Profª Morgana Cirimbelli Gaidzinski” ofereceu uma programação especial voltada aos filhos de professores e funcionários da UNESC  e também para a comunidade escolar.
O projeto Férias no Museu teve como objetivo proporcionar cultura e diversão nos dias de férias da garotada com muitas brincadeiras, jogos, oficinas de artes, sessões culturais e de cinema.

Nos dias em que a Escola Marcos Rovaris esteve em visita à UNESC, os alunos das turmas 63, 64, 73 e 83 acompanhados pelos professores Eliziane, Silva, Sadi, Sibele e Terezinha, participaram de contos de histórias, show de mágica e visita às Unidades de Zoologia para conhecer os animais da Mata Atlântica e animais marinhos do Brasil.


quinta-feira, 28 de julho de 2011

ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO


 Para analisar e interpretar textos é preciso saber ler. Mas, como aprender a ler? Lendo. Alguém que deseje aprender a nadar terá de, inevitavelmente, entrar na água. O mesmo ocorre com a formação de um leitor: se ele não se dedicar ao exercício da leitura, debruçando-se sobre poemas, notícias e crônicas de jornal, romances, ensaios etc., jamais aprenderá a ler.

Mas a verdadeira leitura pressupõe compreensão. Não basta passar os olhos sobre as palavras, mas é preciso entender o significado delas - ou, pelo menos, aproximar-se do que o autor pretende transmitir. E, depois, para realmente analisar o objeto da nossa leitura, devemos proceder à identificação das características, dos atributos, das propriedades do texto.

Textos denotativos - um ensaio, uma dissertação, uma notícia ou reportagem - são escritos em linguagem conceitual. Esse tipo de texto - racional, que se apoia em conceitos, leis, princípios ou normas - pede do leitor uma postura objetiva.

Já os textos conotativos - a poesia e os gêneros de ficção, incluindo algumas crônicas - exigem de nós uma postura subjetiva, pois são escritos em linguagem poética. Ou seja, são textos que exploram aquele conjunto de alterações ou de ampliações que uma palavra pode agregar ao seu sentido literal (ou denotativo). Os meios para se alcançar esse tipo de expressão envolvem as diversas figuras de linguagem, a criação de personagens e uma infinidade de associações entre os vocábulos, criando, muitas vezes, um mundo à parte.

Para esses dois tipos de textos podemos estabelecer algumas regras gerais de leitura:

1. Cada novo texto é, também, um novo universo. Para apreender o que o autor pretende transmitir, devemos estar abertos ao novo. Então, antes de iniciar a leitura, procure esquecer o que lhe disseram sobre o autor - as críticas e os elogios -, e aproxime-se do texto sem preconceitos.

2. Se for um texto curto - artigo, notícia, crônica, conto, etc. -, leia-o integralmente, procurando captar o seu sentido geral, e só depois, reiniciando a leitura, proceda assim: 
a) procure, no dicionário, cada uma das palavras desconhecidas ou cujo sentido lhe pareça estranho, duvidoso.
b) sublinhe ou circule, em cada parágrafo, a frase que expressa a ideia central daquele trecho.
c) faça anotações nas margens do texto, mas de maneira que elas expressem o seu pensamento, as suas interrogações, as suas concordâncias ou discordâncias, relacionando o texto às suas vivências pessoais e a outras leituras que você, porventura, tenha feito.

3. Se o texto for longo - romance, ensaio, tese, peça de teatro etc. - siga os passos acima, mas desde o primeiro momento da leitura.


4. Não tenha preguiça. A leitura exige, muitas vezes, que voltemos ao início do texto ou do capítulo, que retrocedamos alguns parágrafos, a fim de retomar certa ideia ou rever o comportamento, a fala de uma personagem.


5. À medida que você decodifica as palavras, procure relacioná-las com o todo. Ou seja, compreenda as palavras dentro do contexto (o conjunto de frases, o encadeamento do discurso).


6. Enquanto lê, estabeleça um duplo diálogo: com o autor e com você mesmo.


7. Quando o texto usar a linguagem conceitual, não faça uma leitura tímida: imagine-se concordando e, também, discordando das ideias expostas. Coloque-se no papel de defensor e de opositor. Depois, forme seu próprio julgamento.


8. Quando o texto utilizar a linguagem poética, imagine a cena, coloque-se no lugar das personagens. Muitas vezes, poemas e textos de ficção tratam de realidades completamente diferentes da nossa, o que exige uma leitura sem preconceitos. Não tenha receio: entre os gregos, transforme-se em grego.


9. Não seja um leitor crédulo, não acredite com facilidade em tudo que lê. Num texto conceitual, seja implacável com a argumentação do autor: ele realmente convenceu você? Quais as partes frágeis do texto? Quais as qualidades? Aja da mesma forma em relação ao texto poético: o enredo convenceu você? A história é verossímil (transmite a impressão de verdade) ou imperfeita, defeituosa? O bom leitor nunca é ingênuo.


10. Numa prova, não se esqueça:
a) leia o texto com calma, duas ou três vezes;
b) a cada questão, retorne ao texto e esclareça suas dúvidas; 
c) esteja atento ao enunciado da questão, pois, muitas vezes, ele exigirá que você leia não só o trecho citado, mas um ou mais parágrafos;
d) muitas vezes, a resposta correta não corresponde exatamente ao que está no texto, mas apenas se aproxima do sentido geral.

DIA DO AGRICULTOR

Equipamento da agricultura de plantations


































No dia 28 de julho é comemorado o dia do agricultor, data instituída a partir do centenário da criação do Ministério da Agricultura, em 1960.

O presidente Juscelino Kubitschek foi responsável pelo decreto que aprovou a data, pois considerava que o trabalho do agricultor foi o responsável pelo crescimento econômico do país.
Com isso, fez uma demonstração do respeito que o trabalho braçal possui, sendo merecedor de respeito e de manifestações de agradecimento pelos trabalhadores.

O agricultor se utiliza dos recursos do solo para fazer as plantações, além de utilizar maquinários e equipamentos específicos. Assim como os outros meios tecnológicos se desenvolveram, as técnicas de plantio também tiveram as tecnologias inseridas em seu contexto.

O primeiro tipo de agricultura foi a itinerante, praticada pelos nômades, povos que não têm moradia fixa, através do plantio, colheita, queima do terreno e novas plantações, até que o solo não produzisse mais, período no qual se mudavam.

A partir das técnicas que controlavam as plantações, evitando que as mesmas fossem destruídas pelos fenômenos da natureza, o homem passou a ter moradia fixa, constituindo assim as primeiras cidades, como no caso do Egito Antigo e suas plantações ao redor do rio Nilo.

No período colonial, o Brasil aprendeu a praticar a agricultura que hoje é conhecida como “plantations”, com um único tipo de plantação e mão de obra barata. Esses produtos são desenvolvidos para as exportações, como a soja, a cana de açúcar dentre outros.

Para a agricultura que se utiliza de grandes maquinários e poucos trabalhadores, damos o nome de agricultura intensiva industrializada, onde o produtor obtém grande margem de lucros devido aos baixos custos.

A agricultura também aparece dividida em outras classes, como a de subsistência, para o consumo próprio e a de caráter comercial, para a venda de produtos.

A tecnologia trouxe novos modelos de plantação, podendo ou não causar alterações aos meios naturais. Irrigação, uso de produtos químicos e agrotóxicos, podem alterar a qualidade do solo, porém são tidos como eficazes por acelerar o processo de crescimento das sementes.

A partir dos anos 60 a agricultura passou pelo chamado processo da “revolução verde”, tendo aumentado a produção mundial de cereais em cerca de 70%.

terça-feira, 26 de julho de 2011

DIA DA VOVÓ

Comemora-se o Dia dos Avós em 26 de Julho, e esse dia foi escolhido para a comemoração porque é o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

Conta à história que Ana e seu marido, Joaquim, viviam em Nazaré e não tinham filhos, mas sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma criança.

Apesar da idade avançada do casal, um anjo do Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida, e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a quem batizaram de Maria.


Santa Ana morreu quando a menina tinha apenas 3 anos.
Devido a sua história, Santa Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos.

Maria cresceu conhecendo e amando a Deus e foi por Ele a escolhida, para ser Mãe de Seu Filho.
São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos avós.

O Dia dos Avós gera polêmica por conta das críticas dos que só veem o lado comercial da comemoração.
Mas o papel dos avós na família vai muito além dos mimos dados aos netos, e muitas vezes eles são o suporte afetivo e financeiro de pais e filhos.
Por isso, se diz que os avós são pais duas vezes.

As avós são também chamadas de "segunda mãe", e muitas vezes estão ao lado e mesmo à frente da educação de seus netos, com sua sabedoria, experiência e com certeza um sentimento maravilhoso de estar vivenciando os frutos de seu fruto, ou seja, a continuidade das gerações.

Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

VIDA DE PROFESSOR NÃO É FÁCIL

MAIS PURA REALIDADE, INFELIZMENTE!

AH... E UM "PEQUENO DETALHE": É A ÚNICA CATEGORIA QUE SE FIZER GREVE, É OBRIGADO A REPOR AULAS AOS SÁBADOS, EM BREVE CRIAM TAMBÉM OS DOMINGOS.
Jô Soares

O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!

  • Se É jovem, não tem experiência.
  • Se É velho, está superado.
  • Se Não tem automóvel, é um pobre coitado.
  • Se Tem automóvel, chora de "barriga cheia'.
  • Se Fala em voz alta, vive gritando.
  • Se Fala em tom normal, ninguém escuta.
  • Se Não falta ao colégio, é um 'caxias'.
  • Se Precisa faltar, é um 'turista'.
  • Se Conversa com os outros professores, está 'malhando' os alunos.
  • Se Não conversa, é um desligado.
  • Se Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
  • Se Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
  • Se Brinca com a turma, é metido a engraçado.
  • Se Não brinca com a turma, é um chato.
  • Se Chama a atenção, é um grosso.
  • Se Não chama a atenção, não sabe se impor.
  • Se A prova é longa, não dá tempo.
  • Se A prova é curta, tira as chances do aluno.
  • Se Escreve muito, não explica.
  • Se Explica muito, o caderno não tem nada.
  • Se Fala corretamente, ninguém entende.
  • Se Fala a 'língua' do aluno, não tem vocabulário.
  • Se Exige, é rude.
  • Se Elogia, é debochado.
  • Se O aluno é reprovado, é perseguição.
  • Se O aluno é aprovado, deu 'mole'.
É, o professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça
















ESTAMOS EM 2011, NADA MUDOU !!"

quarta-feira, 13 de julho de 2011

DE QUEM É O PODER?

“Nada mais perigoso para manipuladores do que pessoas que pensam por si.  Cada dia que passa é possível perceber como isso é verdadeiro e como se tem feito de tudo, politicamente, para que as pessoas não pensem por si, não sejam críticas e aceitem ser fantoches do sistema.

Hoje, faz-se urgente uma mudança. Só a luta e a crítica podem transformar um país corrupto e decadente. Povo omisso significa povo escravo. A sociedade precisa descobrir a força que tem: só votar não resolve nada, é preciso mudar o que está errado, e mudança significa luta, união, determinação e comprometimento com o futuro (nosso e dos nossos filhos). Acreditar em um país melhor não é utopia; mas apenas crer não basta, é preciso agir. Só reclamar da corrupção de nada adianta, é preciso mobilizar-se e mostrar para alguns políticos que eles não se manterão assim para sempre.

E a história se repete. Ignoram a Educação, a Segurança Pública, a Saúde, e já se reúnem em seus partidos para pensar nas eleições de 2012 a fim de perpetuarem-se no poder em benefício próprio e continuar o massacre do povo. Chega de assistir calados a tantas desmazelas: assaltos, mortes, ladrões e bandidos soltos, e a polícia desaparelhada; sofrimento, dor, morte, choro e a falência da saúde; educadores, alunos, pais e sociedade vilipendiados em todos os sentidos. Direitos ? Só o “direito e o dever” de sofrer calados.

Não podemos mais aceitar a indignidade que fizeram de nós, não podemos permitir que a história continue a ser escrita por aqueles que enforcam heróis.

Neste momento em particular, os Educadores de Santa Catarina chamaram para si a responsabilidade de iniciar a tão sonhada mudança. Árdua tarefa, pois numa terra onde a justiça é pouca, é um perigo estar com a razão. Temos vivenciado momentos de sofrimento, humilhação, exaustão, mas nossa luta quer mostrar para a sociedade, para aqueles que têm um pouco de discernimento, que é possível resgatar a dignidade do povo com força e coragem, quer mostrar também que já estamos fartos de tanta corrupção, este caldeirão do diabo que está destruindo a dignidade do povo e que ferve em épocas de eleição. É hora de repensar e fazer refletir que o povo não é massa de manobra política. A vida de todos pode ser melhor e isto não é fantasia. Não podemos permitir que sejamos nós, educadores e povo catarinense, os enforcados da vez.

Educadores, não somos vilões como querem fazer parecer. Somos fortes, juntos somos fortes, lutamos contra um sistema opressor. A ordem é não recuar. Sofreremos, mas poderemos virar uma página negra da educação catarinense e do sistema corrupto e opressor deste estado. Poderemos começar a escrever uma nova história em que a ética , a honra e o caráter tenham mais valor do que os cargos políticos alcançados após as eleições. Esta mudança começa com Educação de qualidade, o que parece não estar interessando aos detentores do poder. Mas é preciso e urgente politizar esta nação.

Falta dizer ainda algumas palavras a todos os educadores que têm se omitido neste momento histórico. Para que você seja forte, é preciso que você se junte aos fortes, não aos fracos ou àqueles que se escondem. Comprometa-se, não seja omisso, covarde. Você também é responsável. Não fique só esperando que o sangue dos que estão na luta venha lavar a sua alma alienada. Tenha coragem! Só assim você poderá se olhar no espelho a cada dia e não sentir vergonha do que nele vê refletido. Iraide Cendron.”